videoimpar 2014

Saber que o racismo ainda existe é um absurdo. Saber que funcionários que trabalham com saúde comentem essas atitudes é um absurdo ainda maior. Se você presenciar, não importa onde ou com quem, denuncie. As pessoas precisam entender que essas ações não podem existir, elas são crimes. O vídeo de hoje traz números que ós não sabíamos, mas hoje estamos aqui compartilhamos e esparamos que vocês façam o mesmo.

No Brasil ainda existe racismo no atendimento em saúde. O tempo de consulta das mulheres negras é menor do que de outras mulheres. A mortalidade infantil, na primeira semana de vida, é maior em crianças negras e a mortalidade materna também é maior em mulheres negras. O SUS não aceita discriminação. Se você for vítima ou testemunha, denuncie! Não fique em silêncio, ligue 136

Ana Farias postou isto no dia 09 de janeiro de 2015.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral