siria-doe

As mortes pelo Tufão Haiyan chegam perto da marca de 4 mil, a grande tempestade deixou mais de 4 milhões de Filipinos desabrigados e a nossa equipe já postou sobre formas de ajudar no twitter e no tumblr. No entanto, achamos necessário dedicar um post explicando melhor a situação e formas de colaborar com todos que sofreram essa tragédia.

Como sempre o UNICEF no Brasil tornou possível a nossa participação nas coletas de doações, já existe uma campanha de arrecadação de recursos para ajudar na resposta internacional às crianças filipinas e suas famílias atingidas pelo super tufão Haiyan na última sexta-feira, dia 8 de novembro. É preciso correr contra o tempo e levar ajuda imediata para os sobreviventes dessa tragédia cujas proporções se assemelham ao Tsunami de 2004.

O UNICEF nas Filipinas respondeu imediatamente com alimentos terapêuticos para crianças, kits de saúde, água e kits de higiene para prover até 3 mil famílias de suas necessidades básicas. Além disso, um carregamento aéreo com 60 toneladas em suplementos adicionais foi enviado para outras 10 mil famílias (incluindo aquelas afetadas recentemente pelo terremoto em Bohol). As últimas estimativas indicam que até 9 milhões de pessoas estariam sendo afetadas pelo desastre, das quais 4 milhões são crianças.

COMO AJUDAR NO SITE DO UNICEF
> Para fazer a doação, basta acessar agora mesmo www.unicef.org.br ou ligar gratuitamente para 0800-605-2020 (horário comercial) ou fazer um depósito/transferência bancária para o Banco Bradesco, agência 3416-9, conta corrente nº. 142.700-8.
IMPORTANTE: Aproveitamos para esclarecer que o UNICEF no Brasil não está aceitando doações de itens em espécie, como roupas, brinquedos, alimentos, etc.

COMO AJUDAR NO ITUNES
Para quem já está acostumado a comprar musicas pelo iTunes é muito simples, porque o procedimento que realiza as doações é o mesmo. Na página inicial tem um ícone que irá te direcionar, depois é só clicar em uma das opções e colocar seu login e senha, sua doação irá automaticamente para a Cruz Vermelha das Filipinas.

“Alcançar as áreas mais afetadas é muito difícil, com acesso limitado devido aos danos causados​​ na infraestrutura e nas comunicações. Mas estamos trabalhando contra o relógio para encontrar maneiras de obter esses suprimentos para as crianças tão rapidamente quanto as condições permitem”, disse Tomoo Hozumi, Representante do UNICEF nas Filipinas. .

Ana Farias postou isto no dia 24 de novembro de 2013.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral