Selena Gomez Visits New.Music.Live

A gente sempre fala aqui que não importa se a gente está fazendo a mudança sozinho. Se uma atividade voluntária será realizada com 20 ou uma pessoa. Que o pouco, junto, sempre se torna muito. Só precisamos acreditar. A história que vamos compartilhar com vocês hoje é exatamente isso, de alguém que acreditou. Alguém que fez. E o mais íncrivel, essa pessoa só tem 6 anos!

Blake Ansari é um garoto de apenas 6 anos, um criança sabemos. Sem pensar na idade, vamos ao ponto de que com 6 anos ele pode já ter feito mais pela cidade de Nova York do que pessoas de 60, por exemplo. Como aluno de uma escola em Manhattan, Blake descobriu no final do ano passado uma matéria do New York Times que retratava crianças da cidade que não tinham onde morar. Ainda que vocês não leiam, vale a pena ver as imagens impressionantes dessa cidade que todos amam e acham perfeita, mas também possui seus defeitos e precaridades.

A grande pergunta, o que fariam a maioria das crianças de 6 anos se soubessem disso? Boa parte nada. Alguns iriam comentar com seus pais e/ou outras pessoas de seu convívio. Blake ficou intrigado com a situação. Blake decidiu fazer algo. Isso mesmo, além de se preocupar com o bem-estar dessas crianças, o garoto comentou com a mãe Starita: “Isso significa que elas não têm uma biblioteca”. Preocupação não comum, concordam? Só que aquilo que parecia impossível, aos poucos, foi se tornando uma realidade. Mãe e filho se uniram em busca de um abrigo que aceitasse doações de livros em troca de dar um lar para crianças sem-teto.

Com a ajuda de amigos e incentivadores do projeto, Blake e Starita conseguiram centenas de livros para colaborar com o futuro dessas crianças carentes. Eles, a gente e acho muitos acreditam que a informação e o conhecimento é o combustível essencial para a construção de um futuro promissor. Somos nós que precisamos mostrar isso aos que não acreditam. Atitudes assim que irão ajudar os que, como essas crianças de Nova York e muitas outras espalhadas pelo mundo, não possuem recursos básicos para que possam crescer. A mãe de Blake diz que ele pensa da seguinte forma:

“Quando você ouve a comunidade, aprende com a comunidade e ajuda a comunidade, você se conecta com o melhor de você”

Fonte – Awebic

Ana Farias postou isto no dia 16 de agosto de 2014.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral