Selena Gomez and Baylor During a Break of Her DREAM OUT LOUD for Kmart Shoot.

Porque um retrospectiva sem dar espaço aos nossos melhores amigos não seria uma retrospectiva. Sem contar que depois da adoção do Baylor todos os Selenators ficaram mais envolvidos com a questão da adoção de animais, acho que entendemos como o processo é mais simples do que podemos imaginar. Não sei quantos dos nossos leitores fazem parte dos que escolheram adotar ao invés de comprar, mas uma parte da nossa equipe faz parte desse grupo. E ninguém por aqui se arrepende, acreditem. Apoiamos tanto essa causa que criamos o “Quarta Adote” por aqui, a coluna onde a Ludy compartilha com vocês melhores amigos que estão espalhados por todo o Brasil e esperam por um novo lar!

Falar sobre PETs faz a gente pensar em pontos que até começarmos o SGFFC nunca foram importantes para gente. Pontos como, por que será que nenhum governo nunca criou um tratamento para animais que trabalhasse nos ideais do SUS, isso mesmo, o sistema de saúde que cuida da sociedade brasileira. Aos que possuem algum espécie de animal de estimação sabem que as idas ao veterinário não acontecem com tanta frequência, mas quando ocorrem o custo delas é bem alto. Não estamos dizendo que deveríamos ter veterinários públicos que atendessem em todas as especialidades, mas pelo menos nas mais necessárias. Que atendessem os casos emergenciais, por exemplo.

Um outro ponto que é super válido relembrar, o uso de animais em terapias. Tudo bem, sabemos que o assunto novo, mas é importante saber que muitos animais usados em treinamentos específicos podem ajudar na recuperação de traumas ou mesmo como auxilio na aprendizagem. É claro que todo esse trabalho precisa da supervisão do dono e/ou treinador preparado para exercer essa sua função. Essas terapias com auxilio de animais ganharam força depois que estudos comprovaram que o simples fato de acariciar um cão ou gato é calmante e parte da recuperação passa pelo bem estar psicológico.

Animais possuem uma energia diferente, positiva e o contato com eles podem sim benefícios, não só para animais, como também para o homem. Só é preciso acreditar. Esse processo de implantação de animais para auxiliar a recuperação de pacientes finalmente começa a ser implantado no Brasil. O principal objetivo é tornar algo que seria sacrificante para o paciente em algo prazeroso.

Existe um projeto que trabalha exatamente com isso em São Paulo, o Arca Brasil – visite o site, conheça mais sobre o trabalho deles e melhor apóie!
Arca Brasil

.

Ana Farias postou isto no dia 29 de dezembro de 2013.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral