Quatro patas: Adote uma solução

Essa coluna tem o intuito de aumentar a chance dos nossos amiguinhos de quatro patinhas a ganharem um lar. Se isso não é possível para você, no momento, listamos ao final do post, algumas soluções para que vocês nos ajude com essa causa.

@adotepetsoficial: Oi pessoal! Sou a Zuka! Pra quem não me conhece ainda, tenho 4 aninhos e muita energia pra dar lambeijos em todos que me fizerem cafuné.
Sou um amor de mocinha, as tias aqui me adoram e toda hora querem tirar foto comigo. Eu vou lá, faço um charme, mando um beijo e pronto… Todo mundo fica contente… Eu fico super animada com as imagens mara que conseguimos! Mas quer saber o que me deixaria completamente feliz? Ser adotada!
Eu já passei por momentos muito complicados nessa minha vida de quatro patas, ter sido um cãozinho de rua é muito ruim, porque a gente esquece o que é ter um lar… E eu não quero me esquecer disso! Quero uma família pra me completar, quero uma família pra amar eternamente! Será que pode ser você?
Lambeijos da Zuka!
Para quem tiver interesse em adotar, envie um e-mail para:
queroadotar@paraisodosfocinhos.com.br
Adoção: Rio de Janeiro/RJ ☀️”

  • Como podemos ajudar:
    Lar temporário: O animal adotado não fica para sempre com a pessoa que o recolheu, apenas fica tempo suficiente para que se ache um lar fixo.
    Doação: Além de ração, esses projetos também precisam de doação de medicamentos.
    Dinheiro:
    As pessoas que se envolvem nesses projetos, geralmente, usam o próprio dinheiro para arcar com as despesas. Alguns pets  resgatados vem totalmente maltratados, desnutridos e com urgência de atendimento na veterinária. O valor gasto é divulgado e as pessoas podem ajudar com QUALQUER valor.
    Castração: É um método fundamental para se evitar situações como essa, onde o animal fica abandonado nas ruas e cada vez mais nascem outros filhotes. Existem locais onde a castração é feita gratuitamente, se o seu pet não é castrado, informe-se e leve seu bichano.
    Voluntário: Toda forma de ajuda é válida, e a doação de tempo para ajudar a resgatar e cuidar desses animais é sempre bem vinda.  Informe-se sobre a ONG mais perto da sua região e seja um voluntario.
    Divulgação: Quando não temos muito o que fazer, um dos nossos últimos recurso (e não menos eficaz) é compartilhar e marca os amigos nas publicações, para que mais pessoas vejam a situação desses animais e por fim, alguém com condições, possa fazer algo mais por eles.
    Doação de serviço: É muito comum as pessoas não confiarem em doar dinheiro, então, como sugestão indicamos vocês a fazerem uma doação de serviço, indique um veterinário ou loja de ração de sua confiança e pague a despeja.
    Adoção: Por que comprar um animal se você pode ter um de graça? O amor é o mesmo. Abrace a causa do #NãoCompreAdote e quando estiver com vontade de ter um animalzinho, procure uma dessas ONGs para adotar. Existem milhares de bichinhos esperando para ter uma família.” – via adotarechic

Alguns desses projetos nas redes sociais: Associação Quatro Patinhas – Amigos de São Francisco  – Adote Pets – Adotar é Chic – Projeto SalvaAdote Um Gatinho

Michele Lima postou isto no dia 19 de julho de 2017.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral