bike

Acho que nos últimos dias essa é uma das pesquisas que mais deixou a gente animada. Até porque, em cada cidade há um transporte que ganha maior destaque. Falando pelo que vemos no Rio de Janeiro, a cada dia mais bicicletas e skates ganham as ruas cariocas. O transporte alternativo realmente está chegando para ficar pelo visto. E mais do que se focar nas vantagens para o corpo de diferentes meios de transporte, o urbanista Eric Morris, da Universidade Clemson, nos Estados Unidos, estudou o impacto de cada transporte na mente da população.

A partir de um enorme banco de dados americano, ele elaborou um ranking que mostra quais as maneiras de chegar a um lugar qualquer que mais nos deixam felizes. E a campeã foi… a bicicleta! “Ela traz saúde, não polui e ainda é vista como um hobby”, elenca Morris. Além disso, as bikes representam um estilo de vida sustentável que orgulha seus usuários. “Eles são muito entusiasmados com as pedaladas”, resume o pesquisador. Você se anima quando precisa ir para algum lugar e pode escolher entre ir de bicicleta, por saber que assim você chega mais rápido, afinal não há engarrafamento nas ciclovias por enquanto. Sem contar que, dependendo do caminho ainda desfruta a paisagem.

Verdade que, por ter sido feito na terra do Tio Sam, esse levantamento não deve ser levado a ferro e
fogo por aqui. Afinal, o sistema de transporte do nosso país é, em boa parte das cidades, pouco amigável ao ciclismo e mesmo à caminhada. Há cidades que encontramos com maior facilidade esses adeptos, mas muito em função da cultura da cidade. Há cidades que estão trabalhando na mudança. Ainda assim, o artigo deixa claro que, ao contrário do que muita gente pensa, subir na magrela pode ser mais agradável do que dirigir os tão populares carros.

O RANKING DO IR E VIR

Os meios de transporte mais prazerosos – e os mais estressantes, lá fora…

  • Trem e metrô: O usuário tem que se adequar aos horários definidos, além de se acostumar com o aperto. Por outro lado, são meios que estimulam a movimentação.
  • Carro: O conforto e a independência são os atributos que o colocaram na vice-liderança. Porém, incita o sedentarismo, o que faz mal para o corpo e a mente.
  • Bicicleta: Ocupa o primeiro lugar por oferecer diversão e saúde. Isso sem contar que, em especial nas metrópoles, não raro é o jeito mais rápido de chegar a um lugar.
  • Caminhada: Vários voluntários disseram que amam andar. A prática não está ao lado do ciclismo porque algumas pessoas precisam, por questões de trabalho, caminhar horas para atingir seu destino.
  • Ônibus: Segue a mesma linha dos trens, mas com um agravante: muitas vezes ele fica preso em trânsitos de tirar qualquer um do sério.

Fonte – Planeta Sustentável

Ana Farias postou isto no dia 22 de setembro de 2014.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral