royal-site

Nos últimos dias um dos assuntos mais falados nas redes sociais é o caso absurdo sobre o abuso de animais durante testes de cosméticos. Sabemos que todos usam cremes e outros diferentes tipos de maquiagem, mas já pensaram como e quantos animais sofrem até aquele creme que amamos chegar a nossa casa? Então, podemos dizer que MUITOS. E essa semana o assunto aqui será esse, vamos tentar explicar de uma maneira mais fácil todas as manifestações que estão acontecendo, como podemos colaborar e tentar mudar essa situação.

O Instituto Royal fica localizado no Km 56 da Raposo Tavares, e atrás dos seus portões centenas de cães, que nessa descoberta eram da raça beagle, são torturados durante testes para cosméticos, submetidos à todos os tipos de crueldade que podemos imaginar. Uma explicação sobre o porque da escolha dessa raça… porque os beagles são cães dóceis e pequenos, assim as suas reações durantes os testes na maioria das vezes é minima. Ativistas durante as manifestações afirmaram que o instituto está totalmente irregular. É válido lembrar que o Instituto realiza testes com outras espécies, alguns no final ainda são sacrificados. Ainda que cães e primatas sejam usados de forma reduzida, o laboratório afirma que esses animais são necessários em pesquisas que demandem um animal de porte maior. E a nossa lesgilação é clara quanto esse assunto:

Se existem métodos alternativos, os testes em animais são proibidos!

Porém, o Instituto Royal não é um instituto transparente, ao contrário se negam a abrir as portas para vistoria, a declarar quais testes são realizados ali e o pior, os próprios moradores vizinhos ao local já disseram não saber o que ocorre ali, mas afirmam que o barulho dos cães é notável e alto. O pior de tudo isso, o laboratório é um dos mais importantse do país em relação a esse tipo de experimentação. ENTENDAM: “A entidade tem que prestar contas sobre como é o estabelecimento onde os animais serão mantidos, como é feita a alimentação, se os profissionais estão adequadamente treinados, se existem veterinários disponíveis para cuidar dos animais, entre outras características. Só depois de ter tudo isso validado o credeciamento.” O grande problema, para conseguir o credenciamento e começar o trabalho tudo isso funciona, meses depois só o que importa são os lucros. Está ai o problema.

CONTAMOS COM VOCÊS, VAMOS DIVULGAR

>> ASSINE & COMPARTILHE

>> Se você tem algum animal de estimação reproduza a foto abaixo e compartilhe com a gente usando as hashtag #petSELENATOR #institutoroyal para facilitar a nossa busca pelas fotos. Caso não tenha, compartilhe a nossa! As fotos serão enviadas para a nossa página no FACEBOOK

royal-campanha-final

.

Ana Farias postou isto no dia 20 de outubro de 2013.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral