banneraninha

Todo mundo que tem algum bicho de estimação se apega, e os que já perderam algum sabem o quanto sofremos. Sofremos porque eles se tornam parte da família, porque compartilhamos com eles segredos e inseguranças, porque eles realmente se tornam os nossos melhores amigos. Se para quem não tem nenhuma dificuldade na vida essa dor é algo presente no momento e pode seguir com a gente por um tempo, imagina quando esse animal se torna não só seu melhor amigo, mas seus olhos. Sua forma de ver o mundo. Sua proteção muitas vezes. Essa é a história da amizade da Molly com Gypsy:

 “Hoje, 22 de maio de 2014, minha linda menina foi para o “céu dos cachorros”.  Um pouco depois de 16h Gypsy se foi. De verdade, ela foi uma cachorra fashion,  diva com seu rabo balançando até o final. Ela me deu os últimos SETE ANOS da  sua vida, me servindo de cão guia e hoje eu sei que não teria chegado aonde estou  se não fosse por ela. O contante amor de Gypsy e a sua amizade me ajudaram a  enfrentar os piores momentos e eu sei que ela viveu seus últimos minutos ainda  me apoiando. Ela também esteve ali, do meu lado, para os melhores  momentos que eu vivi, os importantes, para celebrar. Sempre conhecida  por roubar a atenção e fazer novos amigos aonde quer que fosse. Ela sempre  esteve ali para me ouvir quando ninguém mais estava, para me confortar quando  eu estava triste ou assustada, e claro, para compartilhar seu alto latido. Bom, a  minha casa hoje está mais vazia sem o seu latido e o seu eterno requebrado ao  caminhar, sem suas formas amorosas de quere chamar atenção quando  estávamos comendo, ou quando tentava escalar a gente nas nossas tentativas de  cochilos. Eu sempre dou risada quando lembro quando as pessoas se assustavam  com ela, porque o pior que ela podia fazer era lamber incansável alguém com aquela sua língua ENORME. Ela amava ‘beijos’.
Eu não sei o que eu vou fazer sem a minha Gypsy como guia, mas eu sei que ela está cuidado de mim, do mesmo jeito que sempre esteve. Você deu um passo, assim eu pude dar um passo, e eu por isso eu sou grata.” – Molly Burke.

Gypsy apoiou Molly todo o tempo, todos que tiveram a oportunidade de conhecê-la só compartilham boas histórias dessa amizade. Nós conhecemos essa amizade faz – acreditamos – dois anos, porque já assistimos e acompanhaos o WE DAY desde 2012. E foi naquele palco que esse ano conhecemos um outro lado da nossa Selena, que em 2012 conhecemos a história de superação da Molly. Quem quiser entender um pouco mais, só assistir o vídeo abaixo:

Ana Farias postou isto no dia 25 de julho de 2014.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral