wotn-memories

Marianna, 15.

Hoje tenho 15 anos e bom, fui no show da Sel no Rio de Janeiro, mas pra conseguir ir tive que chorar e muito para os meus pais deixarem. O motivo? Na época eu tinha 12 anos e meu pai tinha medo de deixar eu ir à esses shows cheios, que as pessoas empurram, mas consegui convencer depois de implorar muito e mostrar que eu realmente precisava ir naquele show. Que era meu sonho.

Então, no dia, minha mãe não quis chegar muito cedo no show por causa daquele calor insuportável da capital carioca, chegamos só 15:00 da tarde do mesmo dia do show, a fila não estava tão grande (ainda bem), e quando eu e minha amiga entramos com a minha mãe ficamos bem perto, e quando começou A Year Without Rain, já fiquei desesperada, comecei a me arrepiar, e quando ela entrou, me desabei em chorar!

Ela é mais maravilhosa “ao vivo e a cores”, pensar que ela estava bem ali na frente, dançando, cantando, falando que amava a gente, falando do Brasil, do Rio, foi simplesmente perfeito. A cada passo dela, a cada música, cada fala, eu me impressionava mais, aquilo tudo foi mais perfeito do que eu esperava. E no final do show, quando ela saiu, ficou emocionada com os fãs cantando Who Says. Nossa, eu não tenho palavra certa para descrever o que senti naquele dia. Sem dúvidas, um dos melhores dias da minha vida e infelizmente, não posso reviver aquele dia, mas sempre ficará na minha memória e no meu coração. Eternizei.

Carolina, 19.

Minha experiência com o show da Selena foi incrível e surreal! Na época em que ela veio para o Brasil eu estava começando o último ano do ensino médio e não tinha a menor idéia do que fazer da vida. Meu colégio era religioso, então a pressão lá era bem grande, e vinha por parte dos meus colegas também.

Ver a Selena ali de pertinho naquela noite, me deu um gás inimaginável para seguir e começar a repensar o meu futuro! O dia do show foi quando aquele ano realmente começou pra mim.

Ana Farias postou isto no dia 08 de fevereiro de 2015.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral