bikeeee

Todas as cidades atualmente estão criando métodos para que a população tenha a possibilidade de optar pelo uso da bicicleta como meio de transporte, certo? Nossa equipe já pode perceber isso em cidades como Rio de Janeiro, Niterói (RJ) e São Paulo, por exemplo. Os espaços dedicados as ciclovias estõ aumentando na mesma proporção que a conscientização da população, pelo menos ao nosso ver, nas cidades em que moramos. Principalmente no Rio de Janeiro, muitos cariocas estão adotando as bicicletas como meio de transporte principal.

Morador de Copacabana desde a infância, Zé Lobo transformou as duas rodas em seu meio de transporte principal há treze anos, logo depois de vender o último carro. De lá para cá, fundou a ONG Transporte Ativo e se tornou uma das vozes mais respeitadas quando o assunto é a defesa das bicicletas como forma de locomoção na cidade.A Transporte Ativo promove diversas iniciativas para cumprir seu propósito. Uma delas são aplicativos de celular específicos para ciclistas. Outra é o uso de pesquisas para conhecer a fundo o perfil do meio de transporte na cidade. A bicicleta, por exemplo, é muito utilizada para entregas, 38% dos deslocamentos são feitos com essa finalidade, um dado surpreendente.

Com o trabalho já realizado pela ONG foi possível concluir que as mulheres são apenas 8% dos que pedalam no Rio, em Copenhague, o paraíso dos ciclistas, elas são 54%. UMA GRANDE DIFERENÇA, certo? Números como esses ajudam a entender se estamos ou não em sintonia com um futuro mais sustentável. Como já comentamos em posts anteriores, muitas cidades já proporcionam ciclovias de fácil acesso, mas isso não pode ser a única mudança. Precisamos mudar nossos pensamentos, entender a importância do uso da bicicleta para o planeta. As mudanças não acontecem só na vida das pessoas, mas são visíveis no trânsito das cidades. Pensem nisso… Mudar hábitos traz benefícios.

Fonte.

Ana Farias postou isto no dia 10 de setembro de 2013.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral