banneraninha

Que a vida em lugares longe da loucura do cotidiano de uma cidade grande é saudável (física e mental) para todos já sabemos. Sábios são aqueles que resolvem fazer isso antes de deixar um legado na terra e fazer com que a história dos seus herdeiros sejam diferente da sua. E foi isso que esse pai resolveu fazer.

Alain Laboile começou por acaso no universo da fotografia, comprando uma máquina por necessidade de registrar suas esculturas. Com o tempo, seu olhar foi se voltando à sua prole: com 6 filhos, ele partiu então numa jornada da sua vida familiar, onde a intemporalidade e universalidade da infância se encontram. São pedaços de vida que transcedem a realidade.

Laboile diz que sua onipresença com a câmera o fez invisível, e aprendeu a se antecipar aos gestos das crianças, às brincadeiras, aos jatos de água – no máximo, ele apenas tem de dar indicações como “faz isso de novo pra eu ver”. Nas fotos, as crianças mostram um desprendimento e uma inocência encantadora, interagindo com a natureza, fazendo travessuras, e vivendo de forma orgânica, numa cidade afastada das metrópoles, sem televisão (mas ainda assim conectados ao mundo pela internet) e tornando a produção fotográfica de Laboile um meio de comunicação, levando a um questionamento sobre a liberdade, a nudez, o ser e o ter. Veja algumas das imagens feitas por ele clicando aqui, aqui, aqui, aqui e aqui.)

O que estamos tentando passar com esse post não é que você desista de tudo e vá viver uma vida no campo. Mas que, com pequenas mudanças e observando pequenos detalhes, podemos melhorar a nossa vida e mudar o jeito que estamos acostumados de vive-la e observa-la. O jeito que vivemos hoje em dia nos consome e faz de nós apenas mais um mero homem mirando para o mesmo rotineiro dia que qualquer outro ser humano de cidade grande vive.

Se desligar da internet, fazer voluntariado, passar um fim de semana em um campo qualquer com amigos ou família, isso apenas irá fazer um bem a nós mesmos, e isso não é nada inventado, é comprovado.

Inspire-se!

Michele Lima postou isto no dia 07 de março de 2014.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral