Felizes e gratos anos!

A gente nunca sabe quem irá se tornar especial em nossas vidas e muito menos o que irá levar essa pessoa a se tornar tão especial. Arrisco dizer que não tem uma fórmula para isso, mas algumas frases que eu escutei na minha trajetória de vida, mesmo não fazendo sentido no momento que escutei, com o tempo faz.

Uma atriz/cantora da Argentina uma vez disse em uma tweetcam (sim, muito tempo atrás) que “a gente nunca está sozinho” e uma outra cantora de lá tem como letra de música “rir te salva”. A personagem da Ash em PLL em uma de suas cenas fala “as pessoas mudam, as pessoas crescem”. A nossa Selena diz “você é quem está a sua volta”.E de alguma forma tudo isso encaixa na nossa Mich ♥

Em nenhum momento me senti sozinha nessa jornada FANS, mesmo quando tudo e todos pareciam desanimar. Porque sempre tinha alguém ou acontecia algo que me levantava. Só que depois que a Mich apareceu, foi como achar a metade da laranja para fazer o que eu sempre quis, que é formar uma opinião social entre os Selenators, começar a acontecer.

Ela sempre aparece cheia das ideias e com vontade de ajudar e melhorar. Aprende o que não sabe, reclama por não poder ajudar mais. Corre atrás de tanto. Sofre comigo, com as amigas que a gente fez por ai inclusive – just a remind we love you V ♥. Bom, me faz rir sempre. Sabe deixar a vida mais leve. Chegou menina ainda nessa família, precisou fazer 18 anos para cruzar a cidade e participar ativamente das visitas e atividades. Hoje já anda pelo Rio sozinha, super carioca, essa independência veio pelo FANS, mas também por ela acreditar que pode ser o que sonha.

Quando penso nessa frase da Selena “você é quem está a sua volta”, sei que é bem isso. A vida leva a gente para diferentes caminhos, rotinas e é normal algo ser importante para você ainda que o seu tempo dedicação já não seja mais o mesmo. Mudar prioridades não significa que o amor diminuiu, apenas que a gente cresceu. Anos vão passando e a Mich vai percebendo que o FANS é o pensamento inclusivo, aberto e sem preconceitos que ela espera ver nas pessoas. Que a gente pode não conseguir mudar o mundo, mas vai aos poucos plantando a sementinha de que podemos e devemos problematizar direitos.

Se uma pessoa que não conhece a gente olhar de fora, com certeza, na maioria das vezes, vai pensar… como elas criaram tudo o que criaram? como podem ser assim tão amigas? Sim, porque a gente vive em uma sociedade de preconceitos. Nossas realidades são diferentes, bem diferentes. Eu posso até sofrer pré conceito por muitas coisas, mas a Mich já sofreu, e arrisco dizer, sofre preconceito. Acima de qualquer coisa, porque vivemos em uma sociedade hipócrita. Só que ela milita, ela acredita e faz com que pessoas como eu, fora dessa bolha, protegidas pelo privilégio branco SIM, entendam e militem junto.

Nossas religiões são diferentes, mas nossa fé e positividade é algo tão comum e igual que me faz pensar se essa nossa sintonia poderia ser assim se fossemos da mesma religião. Só que real, nem faço questão de entender, porque não tem melhor pessoa para convdersar sobre Hillsong que você!

Nossa vontade que quebrar padrões por aqui só aumenta a cada dia, porque queremos que todos tenham voz. Que vocês problematizem sim, mesmo que não concordem. A grande questão é entender que muita coisas precisa ser dita e a razão não é mudar a opinião do outro e sim mostrar porque a opinião dele precisa ser repensada. Ninguém é perfeito, e nem precisa ser, só precisa entender o outro e aceitar o que ele pode oferecer para fazer com o que você cresça.

Sou grata por você ter aparecido. Grata pela sua dedicação e por você acreditar ser possível participar da construção de um fandom mais inclusivo, amigo e fora dos padrões. Porque como diz Troian Bellisario “nem a modelo da capa da revista parece com a modelo da capa da revista” 

Ana Farias postou isto no dia 06 de novembro de 2017.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral