unicef-siria

Hoje falamos da Síria mais uma vez sim, porque diante toda essa crise quem já imaginou como está sendo a vida dessas crianças? Hora de parar e pensar. Mais de 3,000 escolas na Síria foram afetadas ou realmente destruídas desde o início da guerra na região em 2011. Outras 900 foram transformadas em abrigos. Desde o ano passado, 1,9 milhões de crianças abandonaram a escola – ou seja, cerca de 40% de todos os alunos matriculados nas classes do 1° ao 9° ano.

Em Aleppo e Idlib, a participação escolar caiu para 23% e 30% respectivamente; e 1.200 escolas foram arruinadas. Nessas áreas, a grande maioria das crianças não vão à escola. Como se enfrentar todo esse período de guerra jpa não fosse o suficiente, as crianças estão tendo que deixar as escolas, uma das únicas formas de terem um futuro mais tranquilo. E o que o UNICEF está fazendo para ajudar? Para as áreas mais danificadas, UNICEF planeja entregar 300 salas de aula pré-fabricadas, e o trabalho já começou… 70 escolas já foram construídas.

Mochilas com suprimentos para até um milhão de crianças estão sendo distribuídos em cada uma das 14 regiões administrativas da Síria. Neste mês, o UNICEF e seus parceiros vão lançar um programa de estudo em casa para que 400 mil estudantes que não podem frequentar as escolas – as que vivem nas regiões onde o conflito é mais perigoso. Mais de 1 milhão de crianças já deixaram a Síria como refugiados, e o UNICEF está ajudando com livros escolares, material escolar e professores.

Esses artigos de apoio incluem tudo o que as crianças precisam para esse estudo temporário. Em Setembro, o UNICEF espera ajudar 1,2 milhões de crianças na Síria com campanhas como “de volta ao aprendizado” e é por isso que devemos ajudar, divulgar e DOAR.

.

Ana Farias postou isto no dia 16 de setembro de 2013.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral