ferias

Porque férias é sinônimo de diversão, mas diversão só é completa se não ocorre acidentes, correto? Quando alguém se machuca, sendo grave ou não, o acidente passa a ser a memória de toda a diversão que estava acontecendo. Por isso, mesmo alguns não acreditando o período das férias escolares requer cuidados especiais, ainda mais quando existe crianças em casa. Os pais têm que lidar com possíveis ocorrências de acidentes domésticos como quedas, intoxicação, queimaduras e afogamento, casos frequentemente atendidos pela equipe de resgate do Corpo de Bombeiros.

O major Fábio Ribeiro recomenda aos pais o uso de cerca nas escadas e na cozinha; virar os cabos das panelas que estão no fogão para dentro e, se possível, evitar o acesso da criança à cozinha quando as refeições estiverem sendo preparadas. Além disso, o militar destacou a importância de colocar em armários altos os objetos cortantes e os produtos de limpeza, “de preferência trancados”.

Piscinas e praias, outra grande preocupação. Em geral, quando estamos na praia já temos uma preocupação maior. O mar avisa, mostra quando devemos ter cuidado. Quando estamos nos divertindo nas piscinas acabamos por relaxar um pouco. Porém com água não se pode relaxar, ainda mais quando envolve crianças. De acordo com a Sociedade Brasileira de Salvamento Aquático (Sobrasa), as piscinas são responsáveis por 53% de todos os casos de mortes por afogamento de crianças entre 1 e 9 anos de idade. “A criança tem que estar na piscina sempre acompanhada por um responsável. Cercas devem ser colocadas ao redor das piscinas e brinquedos não devem ser deixados perto delas.” Ribeiro destacou ainda a importância do uso de capas sobre as piscinas para evitar o afogamento no caso de as crianças caírem n’água.

O banheiro é outro local que requer atenção, uma vez que podem ocorrer quedas durante o banho. Outro ponto importante para evitar surpresas indesejáveis é a atenção com janelas e sacadas. Os pais devem tomar cuidado, evitando cadeiras e sofás próximos desses locais, principalmente nas sacadas que não tenham rede de proteção, o que pode ser fatal.

A grande questão é… se você possui crianças em casa a atenção precisa e deve ser dobrada. Não podemos confiar que elas sabem o que estão fazendo, nem sempre elas sabem e é quando isso acontece, acidentes ocorrem.

Fonte.

Ana Farias postou isto no dia 26 de janeiro de 2014.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral