Diário Voluntário

Maio 2016 – Tempo doado

Fazer trabalho voluntário é algo que só quem faz entende. Não é pensar de forma errada ou egoísta. É que quem faz não liga de trocar lazer por essas atividades, porque esse é o lazer. Quando suas atividades começam a ser mais frequentes, você começa a fazer amizades e aqueles que você foi ajudar ganham um espaço muito especial na sua vida.

É engraçado que muitas vezes eles acham que serão esquecidos, mas não. Podemos até demorar a voltar. Voltar e não conseguir encontrar determinadas pessoas. Mas todas as que uma vez falaram com você são eternamente lembradas. Nós lembramos mais fácil deles que eles da gente na verdade.

Demorou eu entender a razão disso. Mas esse final de semana, em uma das minhas atividades, percebi. Lembramos quando percebemos uma mudança maior. Quando quem ajudamos, na verdade nos ajuda mais que nós a eles. É estranho dizer isso, mas se pensarem é verdade. Em qualquer momento da vida, quando nos identificamos com algo, automaticamente criamos uma memória mais especial. Se compartilhamos essa memória ela vai permanecer viva mais tempo.

Funciona assim para um livro, um filme, viagens. Funciona do mesmo jeito para pessoas. E porque essas situações, inusitadas ou não te fazem sentir especial? Porque ser parte de algo especial te torna especial. Ser parte de algo bom, te torna bom. Ouvi isso em Glee, na época achei interessante, mas fazia sentido apenas ali, no seriado. Não tinha pensado “fora da caixa” e hoje entendo.

Trabalho voluntário. SG Fans For Change. São coisas que eu acredito serem especiais pelas diferentes mudanças que proporcionam. E aos poucos estão me tornando uma pessoa melhor também. Por isso, permita-se. Seja parte de algo especial. Sua vida, mesmo que pareça turbulenta, vai melhorar. Só precisa acreditar! ♥

 

 

Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral