diario 2014

 Transplantes, e as restrições para uma vida nova.

Bom, sempre postamos aqui campanhas pedindo ajuda sobre doações de médula, para transplantes, Sangue, para ajudar nos tratamentos. Porém acho que nunca comentamos aqui sobre um pós transplante, e como eu consegui acompanhar um de perto, aqui estou para compartilhar com vocês!

Lembro de quando conheci essa princesa, dos dias em que ela mal conseguia comer em função dos efeitos da quimio. Dos longos cachos, dela reclamando que queria ficar careca para não ter que pentear o cabelo. Das ‘chantagens’ na hora do jantar para que ela comer nem que duas ou três colheres.

Ai, em um dia de voluntário você recebe a notícia que as irmãs são 100% compatíveis, as duas. O seu sorriso só não se torna maior do que o da mãe, que conta essa notícia com um brilho ímpar nos olhos. Sabem quando lhe dizem: “uma luz no fim do túnel”. Foi exatamente assim que eu me senti naquela noite de quinta-feira. Aquela princesa ainda teria que enfrentar muitas agulhas, baterias de remédios, milhares de exames e conhecer mais uma porção de médicos. Só que agora, tudo isso caminhava para o fim. E um fim feliz.

Todos os procedimentos necessários foram feitos. A internação aconteceu. O transplante aconteceu. Veio o pós e todos os bons resultados continuam a aparecer a cada dia. Hoje as restrições que essa princesa enfrenta são alimentares e sociais. Quer entender melhor?

Por exemplo, ela vem passando por uma dieta desde que foi transplantada e alimentos vão sendo inseridos aos poucos, assim o organismo não rejeita nada. Quanto as restrições sociais, não poder conviver com muitas pessoas e em ambientes abertos, tudo isso quase nunca. Porque, um a doença baixa a sua imunidade e uma simples gripe para uma pessoa transplantada pode ser muito grave. Dois, até atingir um grau de recuperação, o corpo fica frágil, principalmente o de uma criança.

Mas como eu disse, ainda que a nossa protagonista tenha enfrentado desafios. Houve um final feliz. É quando dizemos “acreditar é preciso”. Usem isso sempre que algo parecer impossível!!!

 

 

Ana Farias postou isto no dia 30 de setembro de 2014.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral