diario sgffc

Hoje a declaração é sobre experiências vividas na Casa Ronald RJ, porque é de alguma forma o complemento para uma declaração já dada por aqui. Se quiserem entender melhor, leia a primeira parte aqui.

Cabelo Cresce.

A mesma menininha que comentei aqui ter mudado o processa de quimio é a personagem do relato de hoje. Infelizmente na semana passada (6 de março) eu não pude ir ao meu trabalho voluntário por problemas externos, mas no mundo atual sabemos que não estar no lugar não significa não saber das coisas novas que acontecem, certo?! Porque foi graças à modernidade dos smartphones que eu fiquei atualizada. Uma das companheiras me enviou uma mensagem “a … perdeu o cabelo =(“ e a minha reação lendo, só consegui responder “mas já era esperado, ela trocou a quimio, lembra? pensa que pode ser o resultado de que pode dar certo agora. precisa dar!”.

Até então nunca tinha acontecido de de uma semana para outra eu ver uma mudança assim tão radical. Já tinha visto cabelos longos estarem mais curtos. Uma criança engordando ou emagrecendo muito. E com todos esses eu consegui agir com naturalidade. E essa semana (13 de março) no meu plantão fui ajudar no jantar, e entrando no refeitório dei de cara com ela. Acreditem não me assustei. Porque fui recebida com um sorriso tão lindo e sincero, os olhinhos brilhando. Eu vi esperança ali. A gente muitas vezes não entende até que ponto as crianças ali sabem a gravidade da doença que estão enfrentando. Sabemos apenas que elas sabem que estão doentes. Posso até está errada, mas eu acho que essa inocência delas sobre o assunto é o que torna toda essa jornada mais leve.

Aos poucos eu vou aprendendo que cabelo cresce. Hematomas desaparecem. Cicatrizes ficam. Mas tudo isso é parte da história de vida de cada um. Não devemos e não podemos ter vergonha dessas coisas. Não aprendemos que “o essencial é invisível aos olhos” quando lemos o Pequeno Príncipe?! E essa é a verdade, precisamos nos aceitar como somos e tudo o que vivemos.

Ana Farias postou isto no dia 24 de março de 2014.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral