Selena Gomez and Baylor During a Break of Her DREAM OUT LOUD for Kmart Shoot.

Fechando a semana com os nossos posts sobre o abandono de animais, hoje resolvemos além de abordar o assunto fazer tópicos para de uma forma mais simples explicar como podemos combater o abandono de animais. Quem já visitou alguma instituição de proteção animal, ou mesmo já conversou com veterinários, provavelmente já ouviu os casos mais escabrosos de abandono de bichos de estimação.

Além dos casos de maus tratos, facilmente quem trabalha nessas instituições lida todos os dias com ligações de pessoas que querem se livrar de seus cachorros, com as mais variadas explicações que possam imaginar. E não são só cachorros que são abandonados, além de gatos, muitos papagaios, aves que podem viver até os 80 anos, são deixados em intituições porque seus então donos se cansaram de sua companhia. A grande questão a ser debatida… nem sempre há vagas.

Já falamos aqui sobre consumo consciente, lembram?? Seja quando colocamos comida no nosso prato, quando compramos algo… até mesmo quando compramos um animal. Bichos de estimação não podem ser comprado por impulso, sem pensar que serão um compromisso por muitos anos. Todos sabem que os pets se mostram ótima companhia, porém se esquecem do fato de que dão trabalho e causam despesas inesperadas e que realmente devem ser tratados como um membro da família. Afinal são algo vivo e não um objeto.

Quem possui algum animal de estimação sabe que a fidelidade deles quanto aos donos é incondicional. Por isso, resolvemos compartilhar algumas regrinhas com vocês e esperamos que vocês sigam compartilhando também:

O que é necessário saber antes de adotar um cão

1- O animal vive normalmente entre nove e dezesseis anos, dependendo de sua raça e tamanho;

2- Não é aconselhável adquirir um filhote antes que ele complete 3 meses;

3- Coloque no bichinho uma coleira com seu telefone, para evitar perdê-lo;

4- Educar um cão é possível, porém a tarefa demanda paciência e persistência

5- Seu paladar não muito desenvolvido é compensado pelo olfato aguçado, com trinta vezes mais receptores que o dos humanos;

6- Uma vez conquistado o direito de dormir na cama do dono, é difícil reverter a situação;

7- Os bichos conseguem reconhecer o azul e o amarelo e diferenciar diversos tons de cinza;

8- É necessário agendar, no mínimo, duas visitas por ano ao veterinário, uma delas para vacinação;

9- Evite alimentá-lo com carnes temperadas, alho, cebola, chocolate, embutidos e leite;

10- A fêmea tem gestação de cerca de sessenta dias. Se quiser evitar a reprodução, opte pela castração.

.

Ana Farias postou isto no dia 06 de dezembro de 2013.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral