natureza-2

Quantos de vocês possuem uma árvore em casa? Ok, nem todo mundo mora em casa com quintal ou jardim. Refazendo a pergunta, quantos de vocês possuem plantas em casa? Não vale responder “mais eu moro em apartamento”, se olharmos sempre há espaço para uma plantinha. Agora e a sua cidade, quantas árvores vocês encontram quando estão andando pelas ruas? Seja nos centros comerciais, seja nos bairros residenciais. Os dados de hoje dizem respeito à cidade de Salvador, mas pode ser repensado por várias outras cidades, entenda melhor…

De um lado, o bairro com o metro quadrado mais caro da cidade de Salvador e do outro, o lugar com um dos preços mais baixos da capital baiana. Além do tamanho dos terrenos e da qualidade das construções, é notável a diferença de arborização dos bairros. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), essa desigualdade não é por acaso.

Além da presença de iluminação pública, pavimentação, calçada, bueiro ou esgoto a céu aberto (!?), a abundância de árvores – ou a ausência delas – funciona como termômetro para medir a prosperidade de uma região, revela o censo de 2010.

Pouco mais da metade (58,5%) das casas com renda menor que ¼ do salário mínimo tem alguma área verde no entorno. Quando a renda ultrapassa dois salários mínimos, esse número sobe para 78,5%. Esse não é um fenômeno exclusivamente brasileiro. Estudo realizado nos Estados Unidos, em 2008, chegou à mesma conclusão: o poder aquisitivo dos moradores de certos bairros tem influência direta na quantidade de árvores nas ruas.

Por sua vez, as plantas embelezam a paisagem, controlam o calor das cidades, capturam CO2 e aumentam a qualidade de vida dos moradores. O verão está ai, vale repensar sobre “controlam o calor das cidades”.

Fonte – Planeta Sustentável

Ana Farias postou isto no dia 28 de outubro de 2014.


Comentários
Design e programação: Isabella Sivic & Danielle Cabral